vitro-680x365

A técnica de fertilização in vitro (FIV) foi concebida inicialmente para tratar pacientes com doença tubária grave. Esta técnica se diferencia da inseminação artificial pois a fecundação ocorre no laboratório. Através de uma indução medicamentosa é feito o acompanhamento regular por ultrassonografia(USG). Quando os maiores folículos atingem acima de 18 mm, realiza-se o seu amadurecimento e punção, guiada por ultrassonografia e sob efeito de anestesia local ou geral. Neste mesmo tempo, colhe-se o sêmen do marido, sendo o material levado ao laboratório de Reprodução Humana. Cada placa terá um óvulo e um número adequado de espermatozóides, que serão colocados numa incubadora em condições semelhantes à encontrada no organismo materno. No dia seguinte as placas serão checadas para serem identificados os óvulos que foram fecundados e em torno de 02 a 05 dias após a coleta dos óvulos, os embriões serão escolhidos e transferidos ao interior útero. Recomenda-se o teste de gravidez após 14 dias da transferência dos embriões.

Esta técnica está indicada em Esterilidade sem causa aparente(ESCA), Endometriose, Obstrução tubária e Infertilidade masculina leve a moderada.

Saiba mais sobre o tratamento:

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Telefone com DDD (obrigatório)